Home
Fique por dentro das notícias do mundo gospel.

Presidente Lula diz que “se Jesus viesse teria que fazer acordo com Judas”

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em entrevista concedida do jornal Folha de S.Paulo, declarou na quarta-feira que qualquer político que vier ao País precisa governar fazendo acordos conforme a realidade brasileira.

“Se Jesus Cristo viesse para cá e Judas tivesse a votação que teve um partido qualquer, Jesus Cristo teria que chamá-lo para fazer coalizão, porque essa é a composição de forças que tem no Congresso”, declarou.

“Pode ser o maior xiita que tiver neste País ou o maior direitista, ele não conseguirá montar o seu governo fora da realidade política. Entre o que você quer e o que você pode fazer tem uma diferença do tamanho do Oceano Atlântico”, admitiu Lula, em outro momento da conversa.

O presidente declarou que a manutenção do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP) no cargo foi uma questão de “segurança institucional”.

Quanto a outros envolvidos em episódios em que há suspeita de corrupção que hoje possuem relações com Lula – o senador Fernando Collor (PTB-AL); o senador Renan Calheiros (PMDB-AL); o ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares, Lula falou que não tem relação de amizade com muitas pessoas, mas tem “relação institucional”.

“O cidadão que admira o Lula tem que saber que essa pessoa (Collor, Renan,etc.) foi eleita democraticamente, e que o eleitor dessas pessoas é tão bom quanto o eleitor que não votou neles”, declarou o presidente.

Sobre a área econômica, Lula considerou correta a classificação da crise financeira mundial como “marolinha” e contou ter ficado decepcionado com a postura dos empresários brasileiros durante a crise econômica mundial.

“Uma das coisas que eu tenho dito a minha inconformidade nos debates com os empresários é que houve nos meses de novembro e dezembro uma parada brusca de alguns setores da economia, na minha opinião, desnecessária”, declarou.

jubalitpb.com
Fonte: Diário do Grande ABC

Tags: , , , ,

Faça seu comentário